Sobre mim

Minha foto
Porto Alegre, RS, Brazil
Gaúcha, sagitariana, apaixonada por chamamé. Filha, irmã, tia e uma amiga mto sincera; que detesta mentiras, falsidade e injustiças.

domingo, 17 de abril de 2011

Mitos Sobre a Coca-Cola...


Todos nós já ouvimos falar muitas coisas sobre a Coca-Cola não é verdade?
Ela é uma das bebidas mais consumidas no mundo inteiro, então acredito que seja por esse motivo que ao longo dos anos, diversos mitos foram criados sobre ela.
Eu sou uma "cocólatra" assumida, e assim que li essa "informação" procurei saber mais a respeito.
Segundo o própio site da Coca-Cola, este e-mail é mais um spam que circula em todo mundo.
Veja, abaixo, as explicações sobre cada afirmação da mensagem:

Nos primeiros 10 minutos: 10 colheres de chá de açúcar batem no seu corpo, 100% do recomendado diariamente. Você não vomita imediatamente pelo doce extremo porque o ácido fosfórico corta o gosto. 
 • A quantidade de açúcar (carboidrato) presente em uma lata de Coca-Cola e dos refrigerantes com açúcar, em geral é 37g, com pequenas variações. Um adulto necessita de 300 g de carboidratos por dia (pode ser mais ou menos, dependendo de suas atividades). O spam afirma erradamente que a quantidade de açúcar na Coca-Cola atende a 100% do recomendado diariamente. Na verdade, atende a 12% das necessidades diárias de carboidratos. A informação nutricional no rótulo dos produtos da Coca-Cola Brasil, em atendimento à legislação vigente, permite ao consumidor fazer esta avaliação. Para referência, o suco de laranja natural contém aproximadamente a mesma quantidade de açúcar (11-12%) que um refrigerante. Já um suco de uva contém mais açúcar (14 a 16%).

20 minutos: O nível de açúcar em seu sangue estoura forçando um jorro de insulina. O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura. (É muito neste momento particular.) 
 • A afirmação que o açúcar dos refrigerantes é imediatamente transformado em gordura não procede. O organismo humano necessita de açúcar como fonte de energia e ele o utiliza em diversos processos metabólicos. Sem energia não há vida. Caso o açúcar não seja utlizado como fonte de energia ele pode se transformar em glicogênio (reserva energética) e ser armazenado no fígado. O açúcar, os demais carboidratos (glicose, frutose, amido), as gorduras e as proteínas que compõe a dieta podem se acumular no organismo na forma de gordura quando o consumo de energia é menor que a ingestão destes nutrientes. Por isto se recomenda que as pessoas, além de procurar se alimentar corretamente, façam exercícios físicos para consumir o excesso de energia, evitando o aumento do peso.

40 minutos: Absorção da cafeína está completa. Suas pupilas dilatam, a pressão sangüínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar na corrente. Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados para evitar tonteiras.
 • A quantidade de cafeína em um refrigerante de cola é muito similar àquela de uma xícara de café. As avaliações de entidades científicas sobre o uso moderado de cafeína (uma lata de Coca-Cola contém quantidades moderadas de cafeína) mostram que não há risco em se consumí-la, seja no café, no chá, no mate, ou em refrigerantes de cola. 

45 minutos: O corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. (Fisicamente, funciona igualzinho com heroína.) 
• A heroína é considerada a mais potente e viciante droga e seu consumo causa sérios problemas físicos e psicológicos e intensos problemas de ordem social e pode levar até à morte de seus usuários. A única relação entre o consumo de refrigerantes de cola e a dopamina é que a cafeína nele contida, em dose semelhante à de uma xícara de café, estimula levemente a produção da substância e, repetindo, não mais do que o consumo de uma simples xícara de café. Também deve-se entender que a dopamina é um neurotransmissor natural e necessário para o bom funcionamento do organismo. A liberação, no cérebro, de pequenas quantidades de dopamina estimuladas pela presença de cafeína pode ser benéfica, não havendo indicações que o consumo moderado da cafeína, presente no café, chá, mate e refrigerantes de cola, seja negativo para o ser humano. 

60 minutos: O ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina. Conforme a onda abaixa você sofrerá um choque de açúcar. Ficará irritadiço. Você já terá posto para fora tudo o que estava na Coca, mas não sem antes ter posto para fora junto coisas das quais seu organismo precisaria.
• O ácido fosfórico não causa a perda de cálcio e outros minerais. Funciona como fonte de fósforo, necessário para o organismo. As quantidades de fósforo em refrigerantes de cola são muito inferiores à ingestão diária recomendada considerando-se um consumo moderado.Uma lata de refrigerante de cola contém cerca de 60 mg de fósforo, proveniente do ácido fosfórico. Um adulto necessita de cerca de 700 mg de fósforo todos os dias. As principais fontes de fósforo da dieta são as carnes e os produtos lácteos. As pessoas não se tornam irritadas quando deixam de ingerir refrigerantes de cola. Este efeito não se demonstra e trata-se meramente de afirmação sem qualquer embasamento.

Fonte: http://www.cocacolabrasil.com.br/boatos_mitos.asp?categoria=42

Nenhum comentário:

Postar um comentário